[Divulgação] Obsessivos – A Revelação Final

em 21.9.16 26 comentários
Hoje
a divulgação é especial na Maratona Setembro Nacional!

Luiz Claudio Araujo, autor de Obsessivos – A Revelação Final, gentilmente apresentou sua experiência com o gênero erótico na literatura brasileira. Fiquei muito feliz por contar com sua colaboração, pois acho incrível poder conhecer um pouco mais de sua opinião como homem escrevendo romances eróticos no Brasil.

Conheça o livro e o autor: 


Título: Obsessivos – A Revelação Final
Autor: Luis Claudio Araujo
Editora: Normas | 2015 | 450 páginas
Sinopse: Como você seria se o sexo fosse a sua religião?
Assim é a vida de Gabriel integrante de uma Irmandade secreta que se beneficia do sexo, e assim desfrutar de seus rígidos e prazerosos dogmas, para se manterem. Protegido por sua mentora Nina, uma alta conselheira da seita, sua ascensão foi surpreendente, mas foi desafortunado pela profecia da Revelação Final proferida pelo seu líder supremo Max. Desde então teve sua vida transformada, com a perseguição que se seguiu. Agindo alguns anos na clandestinidade da Irmandade, ainda teve as amizades de Rodrigo e Milla para trazer um pouco de normalidade aos seus dias. Em meio a isso ele tenta manter sua vida tranquila desfrutando dos benefícios que a sua religião lhe traz até o momento que cruza em sua vida uma mulher, Raísa, que o fará rever todos estes seus conceitos. Esta jovem mulher teve sua vida desmoronada por uma desilusão amorosa. A partir de então encontrou dentro de si força e atitude para nunca mais ser vítima de situações como essas. Seu novo modo de viver levou-a naturalmente as portas da Irmandade de onde começa a enxergar que o dom que tem dentro de si condiz com as diretrizes daquela religião. Mas seu destino lhe preparou muito mais surpresas.

Olá,
sou Luis Claudio Araujo, autor do romance erótico Obsessivos – A Revelação Final, meu livro de estreia no mundo da literatura. Por que um livro erótico? Acreditem, entrei nesse gênero por acidente.

Tudo aconteceu em 2011, num momento conturbado em minha vida. Com minha profissão em declínio e casamento ruindo, a cabeça entrou em parafuso, pois, aos meus 40 anos, tudo o que eu havia planejado para os meus próximos 40 anos estava para se perder definitivamente. Então, na confusão de minha mente, uma frase surgiu: Como você seria se o sexo fosse a sua religião? Claramente influenciado pela crise que eu vivia em meu relacionamento. Em meio à ameaça de perda do emprego e com uma esposa receosa da minha fonte criativa, fui dando continuidade à história, acrescentando personagens, aprofundando o enredo e desenvolvendo o que eu achava ser (acho que todos os autores têm este espírito) original em minha obra. Resolvi, enfim, investir no tema “sexo” construindo a fictícia religião e discutindo temas polêmicos, afinal, nem tudo são flores nesse meio.

[Divulgação] Uma vez você, Uma vez eu

em 20.9.16 22 comentários
'Bora
divulgar mais uma novidade durante a Maratona Setembro Nacional!

O autor Diego Martello publicou em 2015 seu romance Uma vez você, uma vez eu, que vim a conhecer recentemente através das redes sociais. Interessei-me por lê-lo, pois o autor se dedicou a abordar o universo subjetivo por detrás dos fatos utilizando-se do fluxo de consciência como recurso narrativo (algo que muito admiro).

Conheça a obra e seu autor:


Título: Uma vez você, uma vez eu
Autor: Diego Martello
Editora: Novo Século [Selo Talentos da Literatura Brasileira] | 2015 | 184 páginas
Sinopse: Marcos e Willian, pai e filho, tentam se reconciliar após anos de desentendimento. Em paralelo, Eva, mulher de Willian, quer a todo custo engravidar, o que frustra o casal. A partir da visão do interior de cada um, esses personagens terão de reconfigurar o modo de pensar para enfrentar os seus conflitos. Nessa fase tão conturbada para todos, reflexões acompanham cada segundo da trajetória deles.
Narrada de forma surpreendente, provocativa e crítica, esta obra não tem a pretensão de apresentar soluções para os problemas enfrentados, mas, sim, mostrar as armadilhas de nosso fluxo de consciência, para compreendermos que as soluções dos problemas dependem, muitas vezes, da forma como se lida com as ilusões, ou, ao contrário, como se enxerga verdadeiramente a realidade.

Eu
aprecio enredos que se concentram em destacar a subjetividade dos personagens. Os acontecimentos nem sempre precisam ser intensos para que a narrativa se mantenha convidativa ao leitor. Esse romance, por exemplo, apresenta o relacionamento entre um pai e seu filho. Mas a sinopse esclarece ser um mergulho profundo na consciência do protagonista. Já gostei! (rs)

Interessou-se pelo livro?
Redes sociais: Skoob | Página do autor | Site | Amostra | Compre: Amazon; Travessa; Saraiva 

Resenha 151 | Reconstruções

em 19.9.16 18 comentários
Título: Reconstruções
Autor: Natanael Otávio
Publicação independente | 2016 | 105 páginas
Sinopse: Reconstruções é uma coletânea de contos e poesias escritos ao longo de 15 anos que, apesar do distanciamento de tempo e da diferença de gêneros, se aproximam pela temática ao apresentarem com sensibilidade os percalços dos relacionamentos humanos e a autodescoberta que eles envolvem.

Enquanto cumpria a minha jornada, aprendi com as manipulações sofridas pela vida e me transformei no que sou.
– Memórias da Fazenda Vargas

Pode-se observar, também, embora mais presente na poesia, um jogo de luz e sombra – uma disputa constante entre a claridade e a escuridão – no livro de estreia de Natanael Otávio.

Eu desço do automóvel / E, num segundo, é como se ele / Nunca tivesse existido. / Apenas o seu farol.
(...)
Olho o horizonte. / Nada vejo além de névoa e noite. / Mas, ao meu lado, / Um farolete de lata e vela.
– Faróis

Resenha

Foi com alegria que conheci o talento de Natanael Otávio ao ler seu conto Alanis D. e o Esmerilhão, publicado na Amazon. Sua narrativa me encantou profundamente e, desde então, estava certa de que devia acompanhar a trajetória desse autor.

Reconstruções é sua primeira publicação impressa, uma coletânea que se divide em duas partes: Prosa e Poesia. A leitura flui agilmente, mantendo o envolvimento do leitor sem qualquer esforço. Isso porque Natanael consegue nos embalar no ritmo de suas palavras, com um equilíbrio que rende agradáveis sentimentos e reflexões.

O primeiro conto, intitulado De volta a "Neverland", nos faz sentir no interior de uma família simples. É um dia chuvoso, daqueles em que não convém sair de casa. O pai é agricultor e, para evitar o ócio, se ocupa com a marcenaria. A mãe também está envolvida com a costura. O único filho do casal se sente entediado, deixado de lado. Ele quer ajudar, mas sua presença é descartada. A criança só vai atrapalhar. Natanael conseguiu transformar uma rotina comum, daquelas que provavelmente todos já viveram ou presenciaram, em algo profundamente sensível. Isso porque... Ah, não posso dizer (rs). Vocês terão que ler para conferir, mas a bela metáfora presente neste conto é um convite para ler a obra completa. Foi um ótimo início!

[Lançamento] Meu Erro

em 15.9.16 22 comentários
Mais
uma novidade maravilhosa durante a Maratona Setembro Nacional!

A autora Cinthia Freire lançou recentemente seu terceiro romance, intitulado Meu Erro. Depois de publicado de forma independente somente na Amazon, em e-book, o retorno dos leitores foi tão intenso que a autora decidiu providenciar uma remessa impressa! É claro que o blog não poderia deixar de trazer a vocês essa novidade, especialmente porque já conheço o talento da Cinthia em seu primeiro romance: Um Novo Amanhecer.

Conheça Meu Erro e a autora:


Título: Meu Erro
Autora: Cinthia Freire
Publicação independente: Amazon; Impresso (diretamente com a autora) | 2016 | 487 páginas
Sinopse: Segredos são como fantasmas, nos assombrando e nos fazendo crer que são reais. Todos temos segredos. Carol aprendeu a conviver com os seus, que estão adormecidos. Gabriel desistiu de lidar com eles e decidiu pelo caminho mais fácil, vivendo uma vida sem regras e limites.
Eles estão na mesma estrada, mesmo estando em sentidos opostos. Enquanto ela tenta fugir da escuridão, ele só quer se perder ainda mais.
Uma história emocionante sobre até onde somos capazes de ir para salvar aqueles que amamos e sobre acreditar que todos têm uma segunda chance, mesmo que para o resto do mundo isso pareça um erro.

Eu
adoro romances nos quais o casal protagonista encontra no amor uma redenção! Acho belo quando mantemos a esperança de ter os cacos da nossa dignidade, do nosso coração, colados pelas mãos gentis de alguém. Ter as nossas cicatrizes beijadas por quem nos vê além delas. Ah, já imagino quão arrebatado Meu Erro deixa o leitor ao apresentar Carol e Gabriel, dois opostos tão semelhantes!

Interessou-se pelo livro?
Redes sociais: Skoob | Perfil da autoraInstagram | Compre: Amazon; com a autora.


[Lançamento] Palavras de Rua

em 14.9.16 26 comentários
A
divulgação de hoje é especial, por isso, apanhem suas preciosas cadernetas para anotar essa imperdível dica literária!

Desde que soube do lançamento de Palavras de Rua, meu coração se agitou em antecipação. Sabe quando você sente certeza de que vai se encantar por uma obra antes mesmo de lê-la? Pois é, foi assim comigo. Felipe Saraiça deu voz e vida a um protagonista que se tornou morador de rua. Com sensibilidade, o autor convida a refletir sobre a situação dessas pessoas, a VÊ-LAS como resultado de uma história pessoal que não deve ser julgada, mas compreendida.

'Bora conhecer o livro?


Autor: Felipe Saraiça
Título: Palavras de Rua
Editora: Pendragon | 2016 | 186 páginas
Sinopse: João saiu de casa ainda adolescente. Fugiu sem se despedir e sem muita coisa na mochila. Deixou para trás suas poucas lembranças, mas levou as marcas do passado e dos golpes que ainda doíam. Partiu sem rumo ou direção. Seguiu por ruas e estradas desconhecidas, até que seu corpo ficou exausto e teve que parar. Ali dormiu olhando as estrelas em cama de concreto e cobertor de papelão. Acordou outro alguém; morador de rua, sem história, marginal. Tornou-se invisível. Passou a estender a mão e pedir moedas, mas recebeu em troca chicletes mastigados e olhares de desprezo. Porém, entre rostos desconhecidos e olhares vazios, ele também encontrou a bondade e abrigo daqueles que nada tem.

Encantada!
Eu me senti assim quando li essa sinopse. Fiquei curiosa por conhecer QUEM ousou fazer de um morador de rua seu protagonista. Por isso, entrei em contato com o autor e o convidei a falar um pouco sobre seu livro, sobre sua motivação ao escrevê-lo, sobre seu objetivo. Muito gentilmente, Felipe Saraiça aceitou compartilhar sua resposta:


Há pouco mais de três anos, eu conheci uma moradora de rua chamada Maria. Eu estava caminhando pelo bairro de Ipanema e ela estava lá, sentada e em total contraste com o local. Muitas pessoas passavam por ela, mas poucas a observavam e tentavam ajudar. Porém, ela sempre sorria para cada um que jogava uma moeda em seu pote e fazia questão de agradecer por isso. E foi exatamente isso o que ela fez quando eu me aproximei e lhe entreguei umas moedas que haviam sobrado do meu troco. A forma como ela sorria era acolhedora e, apesar da situação em que se encontrava, em momento algum a vi reclamando ou resmungando. Pelo contrário, ela sempre se mostrou grata.

[Divulgação] Arcanista

em 13.9.16 20 comentários
'Bora
falar de novidade na Maratona Setembro Nacional

O autor Joe de Lima criou um enredo que transita nos gêneros Young Adult e Distopia! Ambientado em um cenário que remete ao Brasil, Arcanista promete envolver qualquer leitor à procura de um entretenimento de qualidade.

Conheça a obra e seu autor:


Autor: Joe de Lima
Título: Arcanista – Trilogia Vera Cruz, volume 1
Publicação independente: Amazon; Clube de Autores 
2015 | 288 páginas
Sinopse: Marcel Seeder é um tímido rapaz de 16 anos que vive em Vera Cruz, uma nação dividida pelo jogo de poder entre o governo, o exército independente chamado Arcanum e a sombra do grupo ecoterrorista Voz Verde.
Marcel se preparou desde a infância para uma carreira militar como arcanista, seguindo os passos de seu pai. Entretanto, a visita oficial do Regente-Geral e de sua família à Arcanum irá deflagrar um terrível incidente. Para enfrentar a conspiração que busca assassinar Camilla Noble, a filha mais velha do Regente, Marcel precisará superar suas limitações e dominar a gema incrustada em sua mão.
Com uma narrativa cinematográfica, Arcanista é mais que uma história de superação e sobrevivência. É a história de pessoas que tentam encontrar seu lugar em uma sociedade com um complexo cenário político e um colossal abismo social que separa a elite e a classe menos favorecida.

Uau!
Eu adoro enredos que apresentam um protagonista disposto a lutar pelo que acredita! Marcel parece ser um rapaz que acabará por se autodescobrir enquanto equilibra seu sonho de se tornar um Arcanista e a realidade cruel de uma conspiração, na qual se verá envolvido. Já quero ler.

Interessou-se pelo livro?
Skoob | Perfil do autor | Leia as resenhas | Compre: AmazonClube de Autores.

[Lançamento] Aparências

em 12.9.16 23 comentários
A
Maratona Setembro Nacional está recheada de novidades da nossa literatura; vamos a mais uma!

Já tive o prazer de conhecer o talento da autora Ligia Ortiz em seu primeiro romance: Nas Proximidades do Amor. Adorei a narrativa fluída, a química entre o casal, o enredo, o desenvolvimento dos personagens, o realismo dos sentimentos... Ela é, definitivamente, uma autora que vale a pena conhecer!

Por isso, com alegria, apresento seu novo lançamento:


Título: Aparências
Autora: Ligia Ortiz
Publicação independente: Amazon | 2016 | 419 páginas
Sinopse: Nascida em uma família abastada, sustenta uma postura nobre, exibindo a educação refinada no melhor dos círculos sociais com uma beleza ímpar. A sorte parece sorrir para Mariana.
Até adentrar em sua casa.
A majestosa mansão padece sem cuidados, objetos de arte valiosos foram substituídos por réplicas medíocres e o dinheiro que enchia os bolsos da família Albuquerque é tão escasso que dívidas se acumulam entre bancos e credores.
Num cenário ditado pelo severo Sr. Renato, Mariana mantém as aparências, independentemente de sua vontade. Tudo muda quando conhece Rafael. Dono de um poder de sedução intenso e incrivelmente persistente, aos poucos ela abre as portas de sua vida e mostra que sob as brumas há segredos indecorosos, escondidos por anos.
Contudo Rafael também guarda segredos e quanto mais eles se aproximam, mais complexa a relação fica. Ressentimentos tingem o passado, marcando o ritmo entre os dois corações.
Aceitação pode não ser uma opção e, quando muito é escondido, nada é o que parece ser.

Ah,
as aparências! Adoro quando os personagens, individualmente, guardam segredos e medos... E, quando juntos, acabam por guardar outros (rs). Tenho certeza de que esse romance promete muitas reviravoltas na vida do casal protagonista! Já fico imaginando o que a querida Ligia Ortiz vai aprontar com a Mariana ao colocar em seu destino alguém como Rafael.
Posts Relacionados