Vamos falar de... (3)

em 2.6.14
E
books: o “mal” da nova geração?


Notei que o último post rendeu muitas reflexões dos leitores assíduos da coluna “Vamos falar de...”. O tema foi denso, forte, um pouco idealizador quiçá. Então essa semana escolhi algo mais light. E-books!


Apesar do título sugestivo, queria abordar algo além do arquivo e-pub ou pdf que baixamos de graça nos submundos da internet ou àqueles que pagamos nos sites das livrarias mais badaladas do Brasil. Queria focar nesse bombardeamento tecnológico que estamos passando no mundo literário. Não se assustem se a postagem ficar um pouco pessoal demais, tentarei dinamizar o tema da melhor forma possível. 

Com o avanço tecnológico, ficou fácil ter acesso a quase tudo hoje em dia, inclusive aos livros. O formato digital não é um dos meus favoritos, mas, por exemplo, se eu não encontro tal título na biblioteca ou livraria, eu possivelmente encontro na internet. Faço o download e fico feliz! 

Mas tem o lado mórbido. 

Não só os e-books, mas toda essa tecnologia maluca que nos atinge deixa a gente preguiçoso demais. Fica tudo fácil, ágil e sem graça! Não se tem o prazer de ir até o local pra comprar ou emprestar o livro. Tem tudo ali, naquele seu aparelhinho versátil que só lhe falta falar.

E digo mais. Pago por uma coisa que só vai existir no mundo virtual! Quer dizer, só se eu imprimir o livro, o que seria incoerente. 

Parece coisa de doido, mas leitor que é leitor sabe do que eu estou falando. É quase como um ritual, ir lá, escolher, sentir o peso do livro, ver a capa que o designer teve tanto trabalho pra produzir... A textura! Aquele relevo que algumas capas modernas têm. Meu Deus, tenho pena dos criadores, porque eles têm que inventar coisas cada vez mais ousadas pra convencer o consumidor que o livro físico é muito melhor. Então surgem as capas personalizadas, os boxes gigantes, enfeitados, caixas de madeira ou livros capa dura... fazendo um “revival” de obras antigas. Olha, tem de tudo.

Mas calma, antes que os tecnológicos de plantão venham com seus tablets e foices me matarem, quero dizer que os e-books também podem ser uma saída para quem o dinheiro encurtou e não pode pagar mais caro pelo livro. Pague pelo e-book então! Vamos aos números:

No site da Saraiva, no dia 12 de maio, o livro físico sobre o Steve Jobs estava por R$ 34,80. Já o mesmo livro, porém virtual, estava por R$ 30,88. Ponto, para o e-book!

(Mas cá entre nós, por esse descontinho, eu ainda preferiria o físico). 

Vamos a outro:

O livro Harry Potter e a Pedra Filosofal, no mesmo site, estava a bagatela de R$ 38,50. Já a versão digital saía apenas por R$ 19,90. Opa! Pontos extras para o e-book desta vez! 


Estão vendo? Nem tudo é tão ruim assim. Tudo tem seus prós e contras. No fundo, o que vale mesmo é a gente estar lendo alguma coisa. Num mundo em que tudo é jogado pra gente de forma tão mastigada e manipulada, só cabe a nós, meros mortais, ler, se informar, da forma que for possível, nem que seja lendo poeminha de porta de banheiro público. O que vale é a gente ler o que gosta, faz bem e acrescenta nem que seja uma coisinha mínima lá no fundo da nossa alma. E que venham mais livros!


Gosto muito do jeito que a Ariadny expõe suas opiniões. Sinto-me constantemente provocada por ela a novas reflexões. Eu sou uma leitora assídua de e-books e, por meio deles, pude conhecer vários livros excelentes! Mas confesso também apreciar (e muito) o livro físico. E vocês? Comentem o que acham!



30 comentários:

  1. Um tema muito bom!! Eu prefiro ler livros físicos... mas hoje com o problema de aquecimento global, eu sou a favor de e-books *-*

    www.chadecalmila.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado, Camila.
      Obrigada por ler. Beijo!

      Excluir
  2. Eu particularmente não gosto de e-books, sou viciado em livros, gosto do cheiro, do toque e do peso do livro em si. Perdemos tudo isso com o e-book, fica algo meio impessoal e desleixado, sei lá! Simplesmente não me agrada, confesso que já tentei ler um livro em pdf e simplesmente desisti!

    Abraço,
    Diego de França

    Aguardo sua visita ;-)
    Leitor Sagaz | Grupo Amantes da Literatura no Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Diego! Compartilho de seu pensamento.
      Obrigada por ler, abraço!

      Excluir
  3. Qual prazer teremos de cheirar o e-book? Pegar aquele volume na mão e sentir? O meu sonho de biblioteca iria pelo ralo se me deixasse levar pelos e-books. Gostei de sempre olhar meus livros e ter aquele contato. A natureza agradece sim, sou a favor nesse ponto e fico paranoica o dia em que os livros não existiram mais. Que for ultrapassado. Numa viagem é realmente mais confortável levar um e-book, dependendo da viagem ficaria pesado demais levar um livro ou mais.
    Entendo os prós e contras, mas ainda prefiro meus livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você!
      Obrigada por ler!
      Beijo!

      Excluir
  4. Interessante o post, sinceramente eu prefiro os livros físicos, mas há livros, principalmente de atores novos que você simplesmente não acha em livrarias e que para pagar a impressão o físico fica muito caro, daí o ebook é uma boa saída comprando livros por menos de R$:5,00 e, as vezes, até gratuitamente em promoções da Amazon.
    Quanto a tecnologia, ela nos domina até onde deixamos, creio eu que temos de usa-la como qualquer coisa na vida, com moderação.
    Abraço.
    chacomresenha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu sou da mesma opinião de que os livros físicos são muito diferentes, fora a experiência única de ir até a livraria e tocar nos livros, escolher o seu, sentir aquele cheirinho de livro novo. E além de tudo imagina você no metrô, ônibus ou até mesmo ao ar livre lendo no tablet e de repente vem um cara e tenta de roubar, isso dificilmente aconteceria de você estivesse lendo um livro normal..
    E alguns livros nem tem tanta diferença de preço entre o físico e o e-book.

    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Tentam te roubar" eu também penso nisso! Hahaha hoje em dia essas coisas tecnológicas são tão caras!
      Obrigada por ler, querida.
      Beijo!

      Excluir
  6. Oiee ^^
    Entre livros e ebooks, eu prefiro miiil vezes o livro. Nada como cheirar as páginas, ler a contracapa e a biografia do autor, sem contar dar aquela espiadinha na última página...haha'
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Óóóóó essas espiadinhas cruéis! haha Concordo com você!
      Obrigada por ler, beijo!

      Excluir
  7. Eu confesso que não gosto muito, tava louco pra ler as Crônicas de Bane da Cassandra Clare ( O famoso feiticeiro do Brooklyn) que saiu primeiro em E-Books mas não me da vontade desse jeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O melhor é esperar sair os livros não é?
      Obrigada por ler, beijo!

      Excluir
  8. Oii,
    Eu acho que a tecnologia facilita muito, adoro meu Kobo e não abro mão dele, mas sou uma viciada em livros e consequentemente adoro ter em formato físico. Geralmente compro em ebook os livros que estão muito caro, ou aqueles cujo autor ainda não conheço.
    Adoros os e-books, facilitam mto para carregar e etc, mas jamis abriria mão dos livro físicos. tudo tem dois lados da moeda, né.
    Bjs
    Aline Lima
    http://alinenerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo tem seus prós e contras, verdade!
      Obrigada por ler, beijo!

      Excluir
  9. Não tem nada melhor do que poder pegar um livro e sentir o cheiro das páginas e o toque das folhas, mas eu já sou adepta da tecnologia dos e-books. Sei que muitos leitores ainda ficam com o pé atrás com os e-books, eu aprendi a gostar deles, podemos ter acesso a muita coisa diferente e legal, mas o que não gosto muito e que acredito que muitos também acham é que tem muitos e-books que são caros, muitas vezes eles são quase o mesmo valor do livro físico.
    Muito legal você abordar esse tema.
    Beijão
    Lilica - O maravilhoso mundo da leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo tem o lado bom e ruim não é mesmo? Eu prefiro os livros físicos maaaas na falta de um eu opto pelo pdf ou o e-book.
      Obrigada por ler, beijos!

      Excluir
  10. Oi Francine, adorei a coluna. Ainda não tinha lido nenhum texto da Ariadne, mas curti muito o estilo dela.
    Eu prefiro os livros físicos, pois gosto do peso, do cheiro de novo, e de tê-los em minha estante. Sou dessas... kkkk
    Mas, também leio e-book. Pois, tem muitos livros que custam a chegar por aqui, e outros nem chegam.
    Acho que cada um tem seu mérito. Mas, continuo preferindo os físicos... kkkkkkkkkk
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  11. Se você perguntar, todo leitor vai dizer que prefere o livro físico, rs, mas muitos já perderam o preconceito com o virtual, isso é verdade. Eu não! Haha... Já li um livro em pdf uma vez, mas não gosto - acho desconfortável para os olhos, sei lá... não entrei na onda de e-readers e acho que não vou entrar tão cedo, hehe
    Mas tudo, realmente, tem suas vantagens e desvantagens - e nós, tradicionalistas, seguimos pagando mais caro e esperando mais pelo que queremos ler... é a vida!
    Blog da Mo

    ResponderExcluir
  12. OI Ariadny sua fofa!
    Tenho tantos e tantos e-books, entre originais e do submundo kkk. Mas confesso que é difícil eu pegá-los pra ler.
    Prefiro infinitamente os livros de papel, adoro o virar das páginas, o cheiro delas e da noção que tenho do que li e do que falta ler. É tão concreto que sempre postergo alguma leitura em ebook.
    Adorei o post e ver as opiniões acima.

    Beijinhos
    Chrys Audi
    Blog Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo fofa! :P
      Eu também tenho vários e-books que no impulso de ler adquiri mas nunca leio. Livros físicos always wins!
      Grata por ler a postagem, beijo!

      Excluir
  13. Oie.

    Seu post esta ´ótimo. Eu ainda prefiro os livros físicos, por ter mais facilidade em lê-los, mas um dia quem sabe eu acabe lendo os e-books.
    Já li alguns no computador, mas fiz um esforço gigante.

    Beijos Fê :*
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também já li alguns, principalmente livro da faculdade que a gente não acha na biblioteca! É uó!
      Obrigada por ler, beijo!

      Excluir
  14. Particularmente acho que a única vantagem dos e-books é que podemos encontrar alguns títulos na internet que muitas vezes não encontramos nas livrarias. Ainda assim é um prazer diferente, a leitura é infinitamente mais incomoda para mim. Sinto falta de virar as páginas dos livros e sentir a textura das capas lindas que temos hoje em dia. Acho que quem é leitor de verdade nunca irá se acostumar com um aparelho eletrônico no livro do livro em si. Tenho um certo problema com as tecnologias atuais, foi um sacrifício me acostumar com o touch screen do celular e fui praticamente obrigada a me adaptar a essa moda, já que celulares com teclas já estão extintos.
    Prefiro o bom e velho livro nas mãos e o café em cima da mesa.
    beijos

    www.antesdos40.com.br

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Oi Ariadny, fico muito dividido em relação a esse tema. Na verdade, nem sempre o e-book é mais barato que o livro físico. Já vi acontecer o contrário embora, na maioria dos casos, aquele é mais em conta que este. Talvez pelo costume, prefira mais o livro físico por todas as razões já citadas. Mas o e-book tem também muitas vantagens. Como foi dito, tem os 2 lados da moeda mas, embora tenha comprado uns 50 e-books este ano e só uns 20 livros físicos, só li uns 3 ou 4 e-books contra uns 15 livros físicos. E dos 9 que estou lendo atualmente, só um é e-book. Mas gostei muito de como o tema foi abordado. Abraços.

    ResponderExcluir

Que tal deixar seu comentário?
Fico sempre muito feliz ao ler as opiniões dos nossos leitores. Se tiver um blog, informe, pois será um prazer retribuir sua visita.

Posts Relacionados
Posts Relacionados