Vamos falar de... (5)

em 4.3.15
I 
nspirações literárias


Eu sei que estou sumida, caros leitores, da coluna mais badalada do Brasil (percebam a demasia). Mas cá estou de volta para falar de um assunto que me veio à cabeça há alguns dias e que fiquei remoendo incansavelmente.

O que te faz escrever? 

Esta pergunta, primeiramente, serviria para quem tem o hábito frequente de escrever, mas também pode ser de utilidade para você aí, sim, você mesmo, que se cobra a cada dia por não conseguir escrever alguma coisa “decente”.

Talvez você esteja fazendo errado.

Quero dizer, te faltam as inspirações certas. Não adianta você sentar na frente do computador e achar que naquele momento estará fazendo a nova Saga Harry Potter e que sua história no dia seguinte estará sendo elogiada pelo The New York Times. Para, para, para, você se equivocou totalmente.

Já parou para pensar que as pessoas que gostam de escrever, o fazem por prazer? E para essas pessoas, o mínimo já as inspiram, porque elas fazem o que amam. E aí, pode-se estar debaixo de um viaduto em horário de pico que nada atrapalhará esse momento da escrita.

Mas não desanime se você ainda não conseguiu escrever o que julga ser bom, ou se suas inspirações não chegam, não evoluem. Tudo isto demanda tempo e paciência. É uma arte. As expressões artísticas não vêm do nada. Por isso, respire, relaxe e pare de exigir tanto de você.

Voltando à pergunta acima, “O que te faz escrever?”. Reflita um pouco. Uma música? Um filme bom daqueles que a gente vê num sábado à noite e que nem havíamos planejado assistir? Um amor? Uma comida? Uma pessoa aleatória que você vê na rua? A natureza te inspira? Outras obras literárias te inspiram? Machado de Assis? J.K. Rowling? Gabriel Garcia Márquez? Ou aquele poeminha da escola que você achava que nunca daria em nada, mas te faz criar uma história fantástica?

São tantas inspirações possíveis. Não quero que você escolha, quero que você sinta. Não interessa se sua inspiração é a melhor ou a pior, interessa que ela te move para um mundo único, que é o da escrita.


Mas não force, se ela não vier tudo bem. Espaireça, esqueça, vai ler um livro, ver um filme ou terminar aquela tarefa chata que você ficou adiando pela semana. Em algum momento a inspiração chega e ela pode te surpreender.

Mas e a você? O que te inspira?

 

O post da Ariadny, dessa vez, me fez pensar o quão errados estamos em tornar a escrita uma obrigação. Acho que ela deve ser um exercício – aos aspirantes a escritores profissionais, um exercício diário –, mas não um fardo que impomos a nós mesmos. Para mim, a inspiração vem àqueles que não desistem e, sobretudo, que têm prazer em escrever. Deixe seu comentário sobre a opinião da Ariadny! 

41 comentários:

  1. Bom dia :)
    Como vai,Ariadny?
    Bacana seu post.
    Eu gosto de escrever e geralmente muita coisa ao meu redor inspira. Uma música,um filme,um seriado,uma frase solta numa conversa mas geralmente escrevo sobre "amores que vivi" (pelo menos na minha cabeça kkkkk)

    Beijos e se cuida
    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim! O importante é escrever e de forma autêntica!
      Obrigada por ler o post.
      Beijos!

      Excluir
  2. Olha primeiramente quero te dar os parabéns pelo texto, porque achei bastante interessante falar sobre a escrita e o que nos inspira. O que me inspira na verdade são os filmes, os livros de romances que gosto e tudo mais. Mas eu não escreveria um livro não, já que a maioria das pessoas me perguntam se eu escreveria um livro rs
    Mas não, eu acho que não é pra tanto.
    Mas mesmo assim acho que tem muita gente talentosa ai que deveria seguir carreira, porque tem o DOM para escrever =D

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-eu-amo-new-york.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, linda!
      Filmes e livros me inspiram muito também!
      Obrigada por ler o post.
      Beijos!

      Excluir
  3. Oiiii, tudo bem???? Adorei essa postagem e super concordo. Acho que as ideias e a inspiração, vem quando elas querem, hahah, é como se tivessem vontade própria. Existem dias e dias que fico sem escrever. E eu nem me forço. As ideias não estão surgindo? Então deixe pra lá. E existem os momentos, que elas aparecem com força total. E então eu aproveito. Uso e abuso delas. Escrever deve ser algo prazeroso e não algo forçado.
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, Gih! Escrever só por prazer!
      Obrigada por ler o post.
      Beijos!

      Excluir
  4. Oii!!

    As ideias vem quando você menos espera, às vezes é assim. Não adianta ficar tentando escrever algo porque não vai dar certo, tem que buscar informações, ler outras coisas, e quando vê, tudo muda.

    beijos

    http://mundo-restrito.blogspot.com.br
    Twitter: @rs_juliete

    Ps. Se quiser seguir meu blog, avisa que te sigo de volta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vem mesmo, Ju! E aí a gente tem que tirar o caderninho/bloquinho da bolsa pra anotar e não esquecer! Haha
      Vou seguir, linda!
      Obrigada por ler o post.
      Beijos!

      Excluir
  5. Oii Ariadny ^^
    Antes eu escrevia quase todos os dias, mas a coisa não fluía, sabe? Sempre acabava me distraindo com outra coisa e acabava deixando de lado. Por esses dias senti aquela lâmpada se acendendo em cima da minha cabeça e fui escrever, e parecia que tinha tirado um peso dos meus ombros *-* Como você disse, não adianta se obrigar a escrever, deve-se escrever por gostar. Adorei o post :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Dryh! Tem que deixar fluir!
      Obrigada por ler o post.
      Beijos!

      Excluir
  6. Oi, Ariadny, tudo bem?

    Que post bacana! Eu sou uma viciada em escrever, escrevo o tempo inteiro e não consigo sair sem ter um bloquinho e uma caneta na bolsa, pois nunca se sabe quando a inspiração vem. Mas de um modo geral, gosto de escrever principalmente sobre as minhas angustias e medos, parece que quando eu passo para o papel, alivia o peso que está sobre mim! É quase que automático: o peito aperta, pego um bloco e uma caneta e a coisa flui que é uma beleza!

    Beijos, Be
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gosto de escrever em papel porque tenho medo de gente enxerida ler haha. E as vezes quando a gente escreve de momento, são coisas que nos vem, e normalmente não vem coisas preparadas, estruturadas, pelo menos comigo é assim, aí eu acabo dando uma escondida até ficar bacana pra divulgar haha
      Obrigada por ler o post!
      Beijos!

      Excluir
  7. Olá Ariadnyy! Adorei o post, e é bem isso que você disse, não basta escrever, tem que sentir. eu adoro escrever, mas escrevo para mim. Acho uma maneira mais fácil de por para fora tudo que sinto, seja em forma de desabafo, seja em forma de construção de um enredo, mas é assim: eu sento e escrevo e não volto para 'arrumar', porque tudo que eu escrevei naquele momento era o eu estava precisando dizer Revisão de português é bom e não mata nenhum escritor, né? hshshshs, mas fora isso, não mudo oque já foi externado........... Agora me conte, o que te faz escrever? bjs
    Eykler
    www.amorascompimenta.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu jeito sem alteração de escrever me lembrou a Clarice Lispector!
      Eu gosto de escrever qualquer coisa bacana que me vier a cabeça, um drama, um romance, uma teoria, uma argumentação, se eu tiver a fim de expressar pelas palavras na tela ou no papel, eu vou lá e faço! Poemas eu também escrevo mas com menos frequência.
      Obrigada por ler o post!
      Beijos!

      Excluir
  8. Gostei muito do seu post!
    Gosto de escrever para ecoar as palavras que ficam em minha mente!
    Muito legal
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Válvula de escape, hum? Muitos escritores são assim. Eu sou assim. :D
      Obrigada por ler o post!
      Beijos!

      Excluir
  9. Olá Ariadny!
    Adorei seu texto e concordo com o que você disse, "Não quero que você escolha, quero que você sinta.". Para escrever não basta só querer, o sentir é fundamental.
    Eu não escrevo muito, mas quando escrevo, escrevo para mim, como maneira de desabafar e geralmente nesses momentos, o que me inspira pode ser uma música, ou uma frase que eu tenha lido, ou alguma situação que eu esteja passando, tudo depende do momento...
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrever para si é o primeiro passo para se tornar um bom escritor!
      Obrigada por ler o post!
      Beijos!

      Excluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Ari ótimo texto de onde vem nossa inspiração, a minha vem das emoções, muitas vezes após ler um livro preciso correr e derramar as emoções em palavras, por isso adoro resenhar. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida! Também já escrevi muitos textos advindos da emoção! É um exercício e tanto!
      Obrigada por ler a coluna,
      Beijos!

      Excluir
  12. Oie
    Concordo com sua opinião Ari, não tem como se forçar a escrever ou começar achando que vai ser o novo nome da literatura mundial... Não levo muito jeito para criar histórias, mas mesmo para escrever posts para o blog tem q treinar.
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super concordo, Evelise!
      Obrigada por ler a coluna,
      Beijos!

      Excluir
  13. Não sonho em ser escritora, nem tenho habilidade e criatividade pra escrever, mas eu gosto e vou praticando, sendo paciente e procurando melhorar cada vez um pouquinho mais rsrs.
    Ótima texto Ariadny.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Praticar sempre, linda!
      Obrigada por ler o post!
      Beijos!

      Excluir
  14. Oie, Ariadny.
    Eu sou uma aspirante à escritora. Na verdade nem sei se posso me classificar assim porque estou com um projeto intocado há dois anos por falta de inspiração. Sempre tento me obrigar a escrever algo, mas adivinha? Nunca dá certo. Não sei quais são minhas inspirações. Sei que há a orquestra de Requiem For a Dream que me é bem útil para criar cenas, mas só. Um dia tento voltar a escrever.
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrever por obrigação não é legal. Clarice Lispector achava isso, não se considerava profissional...
      Obrigada por ler o post!
      Beijos!

      Excluir
  15. Oi Ariadny, tudo bom?

    Amo escrever, para mim é uma terapia, me sinto melhor depois que coloco minhas ideias no papel, ou no computador. Adoro assuntos polêmicos, gosto de questionar coisas que as pessoas as vezes nem param para pensar, mas isso gera muito bafafá. Tenho uma coluna de comportamento e de vez em quando solto um texto e sempre tem um que vai la pra criticar kkkk penso em escrever um livro, ja comecei duas vezes, nem tenho a pretensão de ganhar dinheiro com ele, logico que adoraria ganhar por escrever, mas queria chacoalhar as pessoas para alguns assuntos, sinto uma certa satisfação nisso... mas é como vc falou, a escrita é uma arte, então eu estou deixando fluir para ver o que vai sair, com certeza não vai ser bom, pois nao sou boa escritora, mas acho que pelo menos boas ideias eu tenho hehehe bjos adorei seu post!

    CarolMello.com

    ResponderExcluir
  16. Olá Ariadny!Eu amo escrever e escrevo sobre tudo desde o desenvolvimento da minha filha até meus sonhos mas hot, o meu problema é que tenho pouco estudo e muita dificuldade com a sintaxe e tudo mais.estou estudando muito pra melhorar e poder continuar a escrever, Amei demais o post , me deu mais gana de estudar e melhorar.

    BEIJOSSsss...

    http://sonhosdeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Por incrível que pareça eu não gosto de escrever.
    Mesmo sempre tendo lido muito não criei o hábito da escrita. Escrevo e por prazer minhas resenhas e assuntos que eu gosto, mas quando é pra escrever para fazer histórias e colocar os sentimentos para fora, zero, não consigo e nem curto!
    Adorei o post, beijão!

    ResponderExcluir
  18. Parabéns pelo texto , porque eu amei muito , pelo fato de você fala da escrita ,bom de mais ! Eu amo escrever !

    ResponderExcluir
  19. Ariadny meu Deus que texto mais complexo!
    Adorei o jeito que você expôs as suas ideias e falar sobre o que leva uma pessoa a escrever e quais as suas inspirações,Deus é tão complicado falar disso!
    Acredito que escrever é uma obra prima,algo extremamente genuíno e ao mesmo tempo complexo,pois muitas pessoas falam que é fácil soltar a imaginação e escrever algo.Mas é totalmente errado essa ideia!
    Transformar seus pensamentos em frases é uma tarefa árdua, que requer uma paciência tão grande.
    Enfim, parabéns pelo texto.
    Beijos Pão de Queijo!
    www.vontadeler.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi Flore! Bárbaro seu texto! Eu escrevo por amor, não escrevo livros, as vezes quero colocar um texto no papel, expressar meus sentimentos nas resenhas, é muito gostoso, é prazeroso, acho que cada pessoa se liberta de uma forma, a escrita é assim para mim! Beijos

    ResponderExcluir
  21. Olá Fran e Ariadny!
    Gostei muito do texto, são exatamente os mesmos pensamentos que eu tenho sobre isso.
    Até fiz um post no meu blog com o título "Por que eu escrevo?" e tive a resposta que eu sempre soube dentro de mim: Para eu mesma!
    Acho que é a minha forma de me expressar e já faço tem tanto tempo e fica algo tão natural. Não fico horas martelando pra escrever. Só sai!
    E a própria vida me inspira mesmo! Cada detalhezinho pode me dar uma ideia maluca pra algo novo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Oiii
    O que eu posso te dizer sobre esse post?
    Incrível!
    Muito esclarecedor e interessante. Você tem a total razão, não adianta você querer escrever e não sentir a sua escrita... não vivenciar isso.
    Parabéns

    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Oii!

    Nossa! Esse post é incrível!
    Eu realmente quero muito escrever um livro e acho que me cobro demais.Vou usar as suas dicas agora mesmo^^ Vai que eu fico inspirada!

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  24. Acho que a inspiração pode vir de tantos lugares diferentes, música me ajuda um pouco pq "melhora" o ambiente rs

    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  25. Oiee.

    Olha não sou muito de escrever, até porque quase nunca dá certo, rs. Escrevi muito quando estava bem triste com uma fase da minha vida. Saiu algumas coisa mega legais, mas a leio apenas para certificar-me de me manter longe de problemas.

    Beijos
    http://www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  26. Eu sou péssima para escrever,até consigo assar um pouco dos meus sentimentos para as páginas,mas fica um emaranhado de emoções completamente incoerentes.

    Acho lindo quam escreve,quem consgue tocar outras pessoas com as suas palavras...

    Lindo post

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    Adorei o seu texto. Tudo que você disse foi a mais pura verdade. Não adianta força a criação. Você tem que começar com coisas que você ama, pois aí você vai conseguir exprimir todo o sentimento naquela história.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Olá tudo bem?
    Que post mais profundo é realmente algo a se pensar. Gostei muito da maneira como você escreveu e desenvolveu o texto. Achei a ideia muito boa e me fez pensar bastante, em porque eu escrevo e em que me inspiro.
    Abraços, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Que tal deixar seu comentário?
Fico sempre muito feliz ao ler as opiniões dos nossos leitores. Se tiver um blog, informe, pois será um prazer retribuir sua visita.

Posts Relacionados
Posts Relacionados