Semana Proibido – Conhecendo a obra

em 27.10.15
O
My Queen Side tem o prazer de anunciar que está participando da Semana Proibido, idealizada pelo blog Lendo & Esmaltando em parceria com a Editora Valentina.


Durante essa semana, estarei postando aqui e nas redes sociais do blog informações sobre esse livro incrível! Quero compartilhar com vocês não apenas a minha opinião, mas motivos para investirem nessa leitura – que se provou uma das melhores já realizadas na minha vida e nas vidas de muitos outros leitores.

Vamos conhecer a obra?

Considero essa capa uma das que melhor representaram um livro.

Título: Proibido
Autora: Tabitha Suzuma
Editora: Valentina | 2014 | 304 páginas
Sinopse: Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.
Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.
Eles são irmão e irmã. Mas será que o mundo receberá de braços abertos aqueles que ousaram violar um de seus mais arraigados tabus? E você, receberia?
Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

Esse
foi um dos livros que mais me emocionou!

Nele conhecemos o casal Lochan e Maya, dois irmãos adolescentes que carregam os problemas de uma família caótica sobre as costas. As dificuldades que vivem devido a negligência materna não podem ser levadas à público, caso contrário poderão perder a guarda dos irmãos mais novos.

Por isso, Lochan e Maya
só têm um ao outro.

O amor entre os irmãos surge de um modo que contraria a repulsa de qualquer leitor sobre o tema incesto. Ele se desenvolve lenta, compreensiva e ternamente. Eu me senti incapaz de condená-los. Quis ajudá-los, acolhê-los e ouvi-los durante a leitura.


Proibido
me levou às lágrimas de um jeito cru, porque os sentimentos de Lochan e Maya são autênticos e tão injustamente oprimidos pelas circunstâncias que é impossível não se despir dos nossos preconceitos pessoais para torcer pelo casal. É impossível não pensar que incesto é a última coisa que importa na história.

Como condenar um amor tão abnegado e ingênuo?
Como apontar os erros desse casal que está fazendo o melhor para proteger seus irmãos?
Como julgar as atitudes de Lochan e Maya, que cresceram vítimas da negligência dos pais?

Polêmica,
essa obra foi vetada em várias escolas como se pudesse influenciar os leitores a repentinamente desejarem viver uma relação incestuosa. Acho isso uma besteira. Considero que Proibido pode provocar a reflexão sobre o certo e o errado sob um ponto de vista mais complexo, menos preconceituoso, mais humano e menos parcial.

Não sou a única a pensar assim, pois são inúmeras as resenhas positivas sobre Proibido.

Amei Proibido infinitamente, ele me destruiu, me arrebatou e não, não me revigorou, e talvez tenha sido o motivo de não ter me revigorado que o tornou tão marcante e inesquecível. Entrou para a lista de favoritos com certeza. Espero que vocês deem uma chance a Lochan e Maya, e que descubram que nem tudo que é errado é incerto. [Leia na íntegra: A Culpa é dos Leitores]

Não é difícil entender como os dois se apaixonaram. A situação na casa deles, a forma com a qual foram criados, o quanto eles tiveram que crescer em tão pouco tempo, como eles só tinham um ao outro para se apoiar. Como eles foram negligenciados e excluídos, como eles sentiam como se não fossem desejados ou amados. Como se não fossem bons o suficiente para o pai, como se fossem um peso morto para a mãe. Não é, realmente, difícil entender como eles chegaram até ali. Como as personalidades deles se moldaram. Mas ao mesmo tempo, é tão difícil imaginar se eles se amaram por causa de tudo isso, ou apesar de tudo isso. [Leia na íntegra: Queria Estar Lendo]

Mas nada no mundo poderia me preparar para a verdadeira tempestade de tristeza e miséria e sofrimento que Tabitha Suzuma preparou em seu romance. A leitura me deixou com dor física, pois a tensão pelos personagens, suas vidas e o envolvimento de ambos mexia internamente comigo. Mesmo lendo rápido, eu ficava longos períodos sem chegar perto dele, pois sabia que cada capítulo iria conseguir me machucar mais do que o anterior. E foi exatamente assim, do início ao fim. [Leia na íntegra: Na Minha Estante]

Quando terminei esse livro eu fiquei tão envolvida com os sentimentos intensos de Lochan e Maya que eu não conseguia parar de chorar. Eu ia dormir e na cama lembrava de algo do livro e desandava a chorar. Por isso, não terminem esse livro em locais públicos para não pagarem mico. É sério. [Leia na íntegra: Perdidas na Biblioteca]


Além
de um belo romance, Proibido aborda especialmente a negligência familiar e o quão profundamente essa situação de risco pode causar sérias consequências aos filhos que dela são vítimas. Nessa semana, teremos uma postagem sobre isso. Não percam!

Interessou-se?


O que acharam dessa Semana Proibido?
A leitura desse livro foi muito marcante para mim e desejo, de coração, colaborar para que mais leitores se sintam motivados a conhecer o casal Lochan e Maya. E aí, você já leu ou deseja ler Proibido?

19 comentários:

  1. Oiee.
    uma amiga leu esse livro e ela me disse que se sentiu bem incomodada. Por causa de várias passagens da história.
    A paixão entre os irmãos é influência dos problemas familiares, nem tem como julgar.
    Certamente me parece um livro interessante.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Eu estou muito curiosa para ler esse livro pois tem uma história um tanto "diferente"
    Sua resenha me fez ficar ainda mais ansiosa para lê-lo
    http://myself-here1.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  3. Fran, PARA TUDO! Eu adoro esse livro. No ano passado, na Bienal, quase pirei atrás dele, por estar muito caro, só o comprei no final do ano. Assim que o li, gente... sofri demais. Fui pesquisar as leis inglesas pra saber se eles podiam prendê-lo de verdade. Depois fiquei imaginando que Maya deveria ter dado fim naquilo que queria ter deito. Seria um final tão poético. Mas aí lembrei dos irmãos... a razão pela qual Lochan fez aquilo. E chorei. Chorei até não poder mais.
    Adoro esse livro. Com certeza, foi um dos mais edificantes que já li, pois trata de polêmicas mostrando o lado de dentro, dos envolvidos. E eu comprei totalmente a versão dos dois irmãos.
    E ainda fiquei pensando: por quê? por que eles não podiam ficar juntos? Foi como a Maya disse, eles não estavam machucando ninguém... mas a Lei, a lei!! diz que é errado (tudo bem que existe todo um contexto histórico, mas mesmo assim), por que?
    Ao final, perguntas como "se eles não fossem negligenciados, será que isso aconteceria? se eles tivessem fugido e abandonado aos irmãos, consideraríamos o amor deles válido ou os condenaríamos ainda mais?

    É um livro que pretendo reler, com toda a certeza.
    Adorei a ação dos blogs!

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Fran, eu não sabia da premissa desse livro até agora, acredita? Ouço todo mundo falar bem da leitura, mas eu mesmo não sabia do que se tratava. Agora fiquei desesperara pra ler!

    ResponderExcluir
  5. Ei Fran,
    Quero muito esse livro, pelo que li nas resenhas parece um livro marcante.
    Quanto a ter ele nas escolas é um caso complicado pq muitas vezes esses títulos são jogados nas estantes e não trabalhados com os estudantes, como bibliotecária espero ter a chance de parar em ulguma biblioteca que me permita trabalhar com livros assim.

    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  6. Que tema interessante, quero muito ler! Gosto muito de temas polêmicos e esse parece ser muito polêmico. ps: Esse "arame farpado" na capa está me dando aflição, hahaha

    ResponderExcluir
  7. Oiii, como vai?
    Eu conhecia esse livro, mas não tinha parado para ler e agora eu achei um tema polêmico! Mas, interessante.
    E a capa me deu um arrepio com esses arames hahaha mas, é bem diferente de outras capas, adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Esse livro é um dos que mais quero ler, justamente por achar que ela traz reflexões importante em relação ao amor, a família, ao que é certo e errado, aos padrões sociais.
    Já tinha visto essa semana de divulgação em outros blogs. Só tenho que parabenizar aos participantes.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi. Já conheço o livro, li ano passado e gostei muito, dos que li da editora, foi o único que curti.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Conheço esse livro a um tempão e morro de vontade de lê-lo, ainda mais por abordar um tema tão polêmico quanto esse (e como eu adoro uma polêmica...)

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Amei o seu post resenha/indicação. Ficou bem legal colocar um balão com trechos de outras resenhas. Curti pra caramba.
    Para ser sincera, a primeira vez que vi sobre esse livro fiquei com um pouco de preconceito. Mas depois, vendo tantas resenhas lindas, eu comecei a me interessar de verdade pela obra e agora já está na minha lista de desejados!

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  12. Oi, Francine!
    Adorei essa Semana Proibido!
    Este é um livro que eu estava relutando em ler. Mas, a leitura do seu post, me senti tocada e vejo, que agora, tornou-se importante que eu faça esta leitura.
    Não podemos fechar os olhos para temas como este.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. esse e´um dos livros da Valentina que eu morro de vontade de ler, por indicação de uma amiga minha, que tem o gosto pra livros bem parecido com o meu... o tema não me dá repulsa xD

    ResponderExcluir
  14. Olá Fran!
    Esse livro que tenho tanta vontade de ler a vi a resenha aqui. Ainda tenho vontade, mesmo que não seja a maior fã de incesto.
    Sim, incesto não me é lá tão agradável.
    Vou acompanhar a semana de divulgação!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Eu queria muito participar dessa semana de divulgação do livro, porque realmente é uma leitura que te deixa completamente destruida quando você termina. Recomendo demais esse livro.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  16. O que me mata nesse livro é a falta de possibilidade de um final feliz. Eu recebi spoiler do final e é algo que não quero, só se tiver continuação; e to nem ai que eles são irmãos. kk

    ResponderExcluir
  17. Oi! Tudo bem?

    Caramba, confesso que sempre que via esse livro pro aí, passava bem longe dele. A capa é feia, a sinopse não me atrai e o gênero não é meu favorito, ou seja, tudo colaborava com minha aversão à obra. Mas, depois de ler suas lindas palavras, fiquei convencida de que perdi uma boa leitura! Adorei saber que a trama vai além daquilo que foi proposto e que aborda temas como a negligência familiar. Também achei besteira proibir a obra em escolas por essa justificativa que deram...

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Estou adorando a semana de divulgação desse livro, pois realmente é uma obra linda e emocionante, que meche muito com a gente.

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  19. Durante a narrativa a gente esquece da condição deles e se vê torcendo pelo casal. Fiquei o tempo todo na esperança de que algo aconteceria e eles não seriam irmãos. No fim, chorei rios...

    ResponderExcluir

Que tal deixar seu comentário?
Fico sempre muito feliz ao ler as opiniões dos nossos leitores. Se tiver um blog, informe, pois será um prazer retribuir sua visita.

Posts Relacionados
Posts Relacionados