[Resenha 156] Noah Stalder

em 7.2.17
Título: Noah Stalder
Autor: Cesar Ferraz
Editora: Multifoco | 2014 | 342 páginas
Sinopse: Homem e máquina. Este é o mundo hoje. Mas o que aconteceria se um tomasse o controle? Se as máquinas criassem consciência e o homem deixasse de ser importante? O jovem Noah Stalder vive neste inconcebível mundo e nos convida a embarcar em uma aventura em que tudo está em jogo: sua família, amigos e até mesmo seu passado. Durante sua jornada ele torna-se um adulto e aprende a lidar com perdas e a se responsabilizar por seus atos e as consequências a eles atreladas. Noah Stalder é mais que um livro infantojuvenil, é uma possibilidade de retorno à adolescência e ao caminho que leva à vida adulta.



Resenha

Noah Stalder é uma leitura memorável! Distinto do que vemos no mercado literário, o autor Cesar Ferraz não hesitou ao criar um cenário que equilibra ficção científica e fantasia, com um quê distópico! Ele ousou trazer elementos de ambos os gêneros e enriquecer a narrativa, de alta qualidade, com reviravoltas inesperadas.

Representação da redoma segundo o autor.
Noah é um habitante de Leekompur, lugar bastante avançado tecnologicamente e protegido por uma redoma que evita o contato da população com a radiação externa. Nesse lugar, o conhecimento é a verdadeira ambição, pois foi através da ciência que puderam sobreviver e criar a redoma.

...vivíamos em uma época onde todas as pessoas que conheciam mais a fundo as ciências eram consideradas nobres. Nossa existência, ameaçada à extinção, dependia fundamentalmente de todo o conhecimento científico remanescente para a preservação de nossa espécie.

De todos os assuntos que poderiam atrair a atenção de Noah, um particularmente lhe era mais curioso: andróides eletromenchs. Meio humanos, meio robôs, essa é uma tecnologia pertencente à Velha Era, cujos relatos só sobraram nas aulas de História dos Antepassados.

A verdade é que Noah tem sonhos frequentes envolvendo eletromenchs. Ele se envergonha um pouco por seu interesse aficcionado pelo tema, mas deseja desvendá-lo mais! Diferente do que esperam dos jovens de sua época, Noah não consegue evitar sua atração pelo passado.

Nos dias de hoje, os jovens só querem saber de coisas modernas e tecnologia de ponta, e esquecem que a base para tudo que sabemos reside em milhares de anos de aprendizado.

Depois de apresentados a esse cenário tecnológico, já percebendo que Noah é mais do que um simples garoto, o autor Cesar Ferraz nos joga contra uma ameaça real ao protagonista: a redoma é invadida por ferozes criaturas e Noah precisa fugir para um lugar completamente desconhecido.

A narrativa em primeira pessoa é repleta de mistério e ação, aventura e reviravoltas! Não há sequer um momento de tédio durante a leitura, que flui com muita agilidade. Unido a Kristen, uma amiga que o acompanhou desde o início, Noah descobre ter uma importante missão a cumprir. Uma missão difícil, na qual conhecerá mais de si mesmo.

Quanto mais eu desejava ser um coadjuvante de alguma história qualquer, mais as situações me desafiavam colocando-me bem no centro delas. Isso era excitante e amedrontador ao mesmo tempo.

Cabras aladas fora da redoma. 💛
O autor soube conduzir Noah em sua jornada do heróiAcompanhamos seu amadurecimento e, principalmente, comprometimento com a causa a ser protegida. Passam-se alguns anos, vemos Noah e Kristen crescerem junto a outros personagens que vêm fazer parte do enredo. Fora da redoma, existem outras verdades e culturas, outras filosofias e criaturas que o autor apresenta com muita maestria. É possível notar, no enredo, o cuidado em trazer valores éticos no que se refere à vida e ao uso da tecnologia.

Esse é um infantojuvenil que recomendo para qualquer leitor que aprecia os gêneros ficção científica e fantasia, que busca sair da rotina e, principalmente, que valoriza uma literatura ousada.

Aquilo foi estranho. Um espírito mitológico comandando uma cirurgia através de uma Inteligência Artificial. Uma cena que deixaria qualquer um embasbacado.

Como fragilidades, destaco a presença de onomatopeias na narrativa (um estilo que não aprecio) e a rápida apresentação de informações que, algumas vezes, pedia uma releitura para não deixarmos nenhum detalhe escapar.

Não deixem de conferir essa incrível leitura! Vale a pena conhecer Noah Stalder

Avaliação:
Interessou-se pelo livro?

Sobre o autor: 
Cesar Ferraz é cientista, ator, viajante e peregrino. Apaixonado por games e tecnologia. Mora em São Paulo, mas está sempre em algum canto do mundo. Leitor e escritor, é apaixonado por literatura fantástica e infanto-juvenil, universo este que o inspirou a escrever sua primeira obra: Noah Stalder.

E aí, o que acharam dessa resenha?
Adoraria saber se desejam ler Noah Stalder ou se já conheciam a obra!

(Aproveito para me desculpar com o autor pela demora na publicação da resenha. Agradeço-o pelo seu carinho em relação ao blog e pela oportunidade de ler seu precioso livro. Espero acompanhar sua trajetória e torcer pelo seu sucesso por longos anos.)

23 comentários:

  1. Oi! Tudo bem?
    Não gosto muito de livros que envolvam ficção científica, meu último foi A Hospedeira, levei um mês pra ler porque a leitura não fluiu. E também não gosto de onomatopéias no enredo, acho que perco um pouco da atenção e saio do clima, rs.

    ResponderExcluir
  2. Olá Fran!
    Que saudade que estava de ler suas resenhas. Até gosto de Sci-fi, mas nunca li nada mais profundo sobre, vontade não em falta.
    E nem preciso dizer que me interessei em ler sobre o Noah né? haha
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Francine!
    Adoro livros de ficção-científica.
    A ambientação é bem diferente, mas o detalhe da redoma me lembrou a série "As Cavernas de Aço" do Asimov, que eu adoro!
    Não conhecia o autor e nem sua obra. Sua resenha me chamou muito atenção. Não sou muito fã de infanto juvenil, mas se tem FC e distopia, eu fico muito curiosa com o livro. Vou dar uma procurada pela obra. Obrigada pela dica! ^^
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá Francine!

    Não sou muito fã de ficção científica e não conheço quase nada desse gênero, mas fiquei interessada por envolver um pouco de distopia também. Pensando sobre dar uma chance. Esse autor é nacional? Ah... também detesto onomatopéias em livros...

    Beijos

    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Francine, tudo bem?
    É a primeira vez que ouço falar do livro, mas pelo o que você disse em sua resenha essa história já me chamou a atenção. Achei muito interessante o Noah viver em uma sociedade que sobrevivem dentro de uma redoma e por se interessar em andróides. Essa invasão me parece bem perigosa e estou curiosa para descobrir como é conduzida a sua jornada de herói. Dica anotada!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  7. Oii!
    Gosto bastante de ficção cientifica, e fiquei interessada em conhecer melhor essa história. Fico pensando em como seria ruim viver em uma cidade protegida por uma redoma... Gosto de livros que se passem depois de uma grande catástrofe na terra, isso já é mais um ponto positivo para o livro. Agora, por que ele pensa tanto nesses androides? Será que ele não é um? Fiquei curiosa para entender melhor, ainda mais sabendo que o autor é nacional.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Adoro o jeito como colocas as tuas resenhas e a organização. Fica muito atrativo pro leitor. Não curti muito esse livro e acabei abandonando, mesmo eu não sendo de abandonar. Mas é que realmente minha mente não acompanha todo esse universo paralelo!

    bjos
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Nossa, adorei sua resenha!
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas fiquei curiosa. E ainda leva o leitor a refletir. Fiquei bem curiosa para conferir essa leitura.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  10. Oii, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o autor e nem a obra, mas como uma fã do gênero de ficção cientifica e fantasia, eu já estou apaixonada pela historia. Gostei muito da sua resenha, parece que apesar de ser um livro mais juvenil o autor conseguiu desenvolver bem a historia.

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Não conhecia o livro, mas como o gênero não me agrada tanto, acho que não leria. Parece ser uma história bem instigante e toda essa história de eletromenchs deve prender bastante a atenção do leitor para acompanhar a jornada de Noah. Adorei a resenha!

    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem? Não conhecia esse livro ainda, apesar dos elogios e indicação na resenha eu provavelmente não leria esse livro. Infantojuvenil não é algo que me cative, mesmo que este tenha elementos que eu gosto, no caso fantasia e ficção. Noah realmente me pareceu um personagem que vale a pena conhecer, mas eu passo a dica. Mesmo assim, obrigada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Fran,
    Ainda não conhecia a obra e nem o outro, confesso que também. Não sou muito fã de narrativas com onomatopeia, mas o fato de ser um livro cheio de ação e com diversas reviravoltas, me deixa curiosa para conhecer mais. Espero gostar da leitura.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  14. Oie! Tudo bem?

    Como sempre eu não conhecia o autor e muito menos sua obra, mas infelizmente por mais que sua resenha tenha sido bem positivo e a trama seja bem diferente do que sou acostumada a ler, faltou algo na resenha que quisesse me fazer realizar a leitura da obra. Mas vou deixar a dica anotada, quem sabe futuramente eu leia ela!

    Bjss

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Jamais imaginaria que esse livro é um infanto-juvenil! Mas achei muito interessante esse equilíbrio que o autor colocou, porque geralmente não curto muito histórias desse estilo por falta desse mesmo equilíbrio. Achei muito legal a história e a sua resenha e fiquei bem interessada em realizar essa leitura.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Eu nunca havia ouvido falar desse livro, ou mesmo de seu autor. Por isso me encontro por ter tido essa oportunidade através da sua resenha.
    Achei a trama sensacional e não sei o que me deixa mais feliz: saber que o livro é nacional, ou saber que o autor foi implacável em sua escrita. Me interessei bastante pela trama e por seus comentários sobre ela. Obrigada pela dica!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudoo bem?
    Não conhecia ainda este livro, mas fiquei curioso, pois você o mostra com um enredo enredo cheio de ação e reviravoltas. Gosto de leituras assim, que não deixam o leitor cair no tédio. Gostei da forma como o autor escreve e seu personagem em si. Bem diferente e inovador. Anotado'

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Não conhecia esse livro e achei extremamente cativante! Gostei dessa mistura de gêneros que o autor propôs e que tem vários momentos cheio de ação. Fiquei bem curiosa para saber como vai prosseguir essa missão de Noah e sua amiga. Dica anotadíssima.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Olá,

    Não conhecia o livro mas achei a premissa bem intrigante. O lugar aonde o Noah vive realmente possui uma geografia diferenciada, afinal viver sob uma redoma e com um povoado com ambição pelo conhecimento é algo realmente notável. Fiquei curiosa para ver esse amadurecimento do personagem, ao qual você menciona. Com certeza darei uma chance ao exemplar.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  20. Oi, Francine!
    Eu sou muito fã desse gênero de leitura, amo a criatividade dos autores em criar novos mundos, esse livro com certeza eu gostaria de conferir! Gosto do fato de no decorrer da história acompanhar o amadurecimento dos personagens, isso deixa a leitura mais envolvente!
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  21. oie, infelizmente, fantasia e ficção científica são os gêneros que menos gosto, por isso dificilmente eu leria esse livro. Mas também, achei bem interessante esse ritmo eletrizante, cheio de mistério, e tenho certeza que para quem gosta é um prato cheio.

    ResponderExcluir
  22. Oie
    uau que bela resenha, parabéééns. Ainda não conhecia o livro mas parece ser muito interessante e rico, gostei de saber das reviravoltas e apesar de não ser um gênero que aprecio muito, com certeza é uma opção para presentes

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Não conhecia o livro e admito que a capa é... Interessante.

    A sinopse não me captura muito não, mas provavelmente eu daria uma chance para a leitura. Por ser um livro infato-juvenil, até que dá para entender o suo de coisas mais infantis como onomatopeias e até mesmo as ilustrações.

    Acabei por gostar da descrição que você deu da história, acredito que deva ser muito interessante ver como se dá esse misto de tecnologia com a humanidade.

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir

Que tal deixar seu comentário?
Fico sempre muito feliz ao ler as opiniões dos nossos leitores. Se tiver um blog, informe, pois será um prazer retribuir sua visita.

Posts Relacionados
Posts Relacionados